quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Sou doutras coisas...


Fiz o meu barco com guitarras e com folhas...
E com o vento fiz a vela que me leva!
Sou pescador de coisas belas, de emoções, sou a maré que sempre sobe e não sossega...

Fernando Tordo

9 comentários:

Gisa disse...

... e livre como este cavalo selvagem não é ? linda foto e lindo texto.

bjs

Pelos caminhos da vida. disse...

Não devemos nunca nos manter inertes a olhar para o céu à espera de milagres.
Devemos buscar o que desejamos com nossa energia interior renovada a cada manhã através de nossos esforços de todos os dias.

Uma ótima quarta-feira para vc.

beijooo

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Muito lindos os p oemas e pensamentos aqui,Carla.Parabéns.Beijos

Juliana Paez disse...

Oi Carlinha, estou retribuindo a visita simpática.

Belo poste, bela imagem, belas palavras.

Prometo voltar!!

Bjokas da JU

Juliana Lira disse...

Acho que fiz meu barco assim também...Ando pescando a beleza e a emoção "também", mas não me sinto tao livre quanto esse lindo cavalo...


Milhões de beijos

Norma Villares disse...

E tocou músicas lindíssimas...
Beijinhos

Bia Monteiro disse...

Belíssimo!
=**

Sandra disse...

Retribuindo e agradecendo a sua visita.
fico muito feliz por ter vindo no blog.
tem selo para vc na curiosa.
super amiga.
passe lá.
te espero.
com muitop carinho
Sandra

Rembrandt disse...

Carla , amiga mía
que lindos versos y que precioso mensaje de libertad y hermosos sentimientos.

Muitos beijinhos
REM